2 - "O que você quer de verdade"




Responda a essa pergunta: O QUE VOCÊ QUER DE VERDADE?
Tudo bem, eu sei que é trabalhar em casa para poder ficar com seu filho.
Mas, o que vai ai dentro do seu coração? Aquele sonho de criança, ou de quando você começou a faculdade...

Quais são seus dons, seus talentos? Eles estão intimamente ligados ao seu propósito de vida e é muito importante você ter consciência disso antes de começar ou continuar nesta vida de mãe que trabalha!




Cada um tem uma missão de vida, um propósito de vida e é muito importante segui-lo!
Se você tenta, tenta, e não consegue se desenvolver, parece que vai até um certo ponto e depois empaca, ou pior, retrocede, é porque provavelmente você está longe do seu propósito, longe do seu coração.

O nosso maior obstáculo é querer coisas totalmente antagônicas!
Desse jeito a gente não tem foco, as oportunidades escapam, a gente fica sempre em dúvida do que fazer, acaba empacando e não realizando nada!

Por exemplo: você quer emagrecer, mas não quer parar de comer todas as coisas que te engordam. Então você continua comendo e reclamando que está gorda.

Você quer ter seu filho, cuidar dele, educá-lo à sua maneira, vê-lo crescendo.
Mas também quer ter um negócio em casa, cuidar dele, fazê-lo crescer à sua maneira e ter uma carreira bem sucedida...

Você pode organizar sua vida, seu tempo, seus dias, mas com certeza, vai precisar de ajuda, porque sozinha é praticamente impossível!
Se quiser os dois, vai ter que entender que vai precisar deixar alguma parte do negócio nas mãos de outras pessoas, ou vai ter que deixar algum aspecto da vida do seu filho nas mãos de outras pessoas.

Tenha em mente qual é a sua verdadeira prioridade. E não pense no que os outros vão achar. 
De início, sua prioridade na vida vai ser seu filho até o momento em que ele não depender mais de você. 

Então, você precisa decidir se:
- quer ter seu negócio em casa para continuar sendo produtiva, fazendo o que ama, tendo um dinheiro sobrando para você, ou
- quer ter um negócio e fazê-lo crescer com a possibilidade de no futuro ter algo físico fora de casa, como uma loja ou um escritório, com funcionários, etc.

São duas visões totalmente diferentes e você tem que decidir qual delas é a que você quer, porque vai fazer uma grande diferença!

Se você optar por ter um negócio em casa, para poder cuidar do seu filho e, ao mesmo tempo continuar produzindo e ter um dinheiro a mais, ótimo! 
Tudo será mais fácil porque você vai poder dar atenção quase que integral ao seu filho. 
E depois de uma certa idade dele, você poderá dar maior atenção para o seu negócio.

Se você optar por ter um negócio próprio e começar em casa para poder ficar com seu filho, mas com o propósito de fazer o negócio expandir, você vai ter que programar um tempo do seu dia em que esteja sozinha, concentrada no seu negócio, porque você não vai conseguir dar atenção para o seu negócio e para o seu filho ao mesmo tempo
Assim como também vai ter que programar a data em que seu filho irá para uma escolinha.

A própria sociedade exige de nós comportamentos antagônicos!
Se uma mulher tem uma carreira incrível e é super bem sucedida nos negócios e nas finanças, mas não tem um marido e nem filhos, as pessoas logo pensam: "Coitada!" - ou então: "Nossa, deve ser uma megera para ninguém a querer!"
Se a mulher tem uma família linda, é feliz com marido e filhos, mas trabalha cuidando da casa e da família, sem ter um negócio, ou um emprego fora de casa, as pessoas pensam: "Ah, que acomodada!" - ou: "Assim é fácil: só fica em casa sem trabalhar!"

E é por isso que eu digo que você tem que saber o que O SEU CORAÇÃO quer! Não se preocupe com o que os outros acham que ó o "certo" ou o "melhor"!

E seu filho vai estar bem quando VOCÊ estiver bem! 
Ninguém melhor que você para saber o que é melhor para ele!
Existe um negócio chamado simbiose entre mãe e filho. É físico e emocional. Quando você estiver feliz, seu filho também vai estar. Se você começar a ficar irritada com alguma coisa, seu filho vai sentir.
E o que mais existe é gente querendo dizer como você deve agir e como deve cuidar do seu filho.

BALELA! Você é a mãe, você tem a maior ligação de todas com o seu bebê e ninguém mais. Só você vai sentir o que é melhor para os dois!

Fora isso, os filhos tem fases e essas fases vão ditar sua vida durante um bom tempo... Eu cataloguei algumas e vou falar delas no próximo post...

Se você já passou por essa etapa de dúvidas, deixe seu aqui seus comentários!

E se já conseguiu responder à pergunta, maravilha! Digo que esse é o primeiro e mais importante passo para que você possa realizar seus sonhos e ver seu filho crescendo feliz!

Grande beijo,

Jo Ludwig


[Veja aqui o primeiro post da série]