A DIFERENÇA ENTRE PREÇO E VALOR

Já participei de vários cursos e seminários de vendas e uma das coisas que a gente aprende é a nunca usar a palavra "preço" com um cliente.

A palavra "preço" pode indicar nas entrelinhas algo barato, sem qualidade, oneroso e que não vale a pena.

Já a palavra "valor" indica algo que não tem preço, no sentido de ser um tesouro, algo grande e que realmente vale a pena. Um sentimento, uma emoção, um abraço, tem valor. Uma pessoa pode ter valor, mas nunca preço.

Agora, vou falar sobre valor x preço no seu trabalho:
O preço do seu trabalho está nos seus custos e despesas com luz, internet, água, gasolina, material de produção, TEMPO de trabalho, etc. Isso é dinheiro que sai do seu bolso e você precisa cobrar por isso!
O valor do seu trabalho é ouvir e entender o cliente, fazer o melhor que você pode em prol de um propósito de melhorar a vida de alguém.
Qual é o preço do seu melhor? Isso não tem preço, mas tem valor.

Como, então, cobrar pelo preço e valor do seu trabalho e estar de bem com a sua consciência?
Simples: cobre o preço real e justo pelo material e tempo de trabalho, mas ofereça sempre mais do que o cliente está comprando!

Quando você age com esse foco acaba atraindo clientes que vão lhe valorizar e pagar o preço justo, e situações que vão lhe dar cada vez mais oportunidades de fazer o seu melhor, e tudo começa a fluir em equilíbrio.

Ou seja, tenha em mente que você precisa de recursos financeiros para continuar fazendo o que você ama, com o propósito de oferecer o que você tem de melhor para os outros. Isso é unir valor e preço.

Até a próxima.

(fonte da imagem)